RI na Memória: Paz e Amizade entre Argentina e Chile

#tbt de RI: 29 de novembro de 1984

Paz e Amizade entre Argentina e Chile

No dia 29/11/1984, na cidade do Vaticano, Argentina e Chile assinaram o Tratado de Paz e Amizade que deu fim a uma disputa de território bem como uma potencial guerra entre os dois lados.

123RF
Fonte: 123RF

O Canal de Beagle, localizado no extremo sul do continente sul americano, foi historicamente motivo de discussão entre Argentina e Chile e em 1978 a reivindicação pela soberania de três ilhas na região chegou a tal ponto que quase gerou uma disputa armada entre eles.

Diante da tensão de um conflito iminente, os governos de ambos os países concordaram que o Vaticano, representado na época pelo Papa João Paulo II, servisse como mediador do impasse. Ao final das negociações, tanto Argentina quanto Chile concordaram em assinar nesta data o Tratado de Paz e Amizade, pondo fim à disputa entre os dois e abrindo caminho para um estreitamento de suas relações bilaterais.

Fonte:

https://www.radio.cz/es/rubrica/notas/argentina-y-chile-conmemoran-el-veinticinco-aniversario-del-tratado-de-paz-y-amistad

 

Anúncios

Aconteceu em RI: 3ª semana de novembro

Uma rápida olhada em alguns dos acontecimentos da última semana:

Rebeldes houthis e governo iemenita concordam em começar a discutir negociações de paz (mas conflitos continuam)

Project on Middle East Democracy
Fonte: AFP

Na segunda (19) tanto os rebeldes houthis quanto o governo iemenita concordaram em dialogar e tentar estabelecer mais uma vez negociações para a paz na guerra civil do Iêmen que já dura 3 anos e foi responsável por milhares de mortes bem como pela maior crise humanitária atual. Apesar disto, confrontos foram registrados na cidade portuária de Hodeida tanto da coligação liderada pela Arábia Saudita e apoiadora do governo local quanto dos rebeldes houthis.

Apesar dos confrontos permanecerem mesmo com os apelos da comunidade internacional, movimentações estão sendo realizadas para que as negociações de paz realmente se concretizem, seja por meio do emissário da ONU para o Iêmen, Martin Griffiths, que viajou ao país para conversar com ambas as partes do conflito ou pela resolução apresentada pelo Reino Unido no Conselho de Segurança para estabelecer uma trégua na cidade de Hodeida assim como estabelecer um corredor para ajuda humanitária sem qualquer intervenção.

Disputa internacional pela presidência da Interpol

Na quarta (21), o sul-coreano Kim Jong-yang assumiu o cargo de presidente da Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal) por um mandato até 2020. Kim ocupava a presidência do órgão de forma interina desde outubro deste ano, visto que o chinês Meng Hongweim, até então ocupante do posto, sumiu misteriosamente quando viajou para a China, sendo que apenas uma carta de renúncia foi enviada à Interpol, mas o paradeiro de Meng permanece desconhecido. Segundo autoridades chinesas, Meng era alvo de uma investigação interna conduzida pelo governo de seu país.

BBC
Fonte: BBC

Contudo o fato mais controverso desta história foi a possibilidade levantada de que o russo, Alexander Prokopchuk, ex-integrante do Ministério do Interior da Rússia tinha grandes chances de assumir o cargo de presidente da Interpol, algo que desagradou muitos dentro da comunidade internacional que se posicionaram contra (como britânicos e americanos), por causa das recentes polêmicas envolvendo o país e principalmente o governo de Vladimir Putin.

A Rússia, por sua vez, acusou aqueles que defendiam um boicote à candidatura de Prokopchuk de ser uma ingerência na condução eleitoral de uma organização internacional. Apesar da controvérsia levantada, o cargo no final foi dado a Kim Jong-yang.

Cúpula da APEC termina em impasse devido a disputa China x EUA

No domingo (18), a cúpula da APEC (Cooperação Econômica Ásia-Pacífico) na Papua Nova-Guiné terminou em um impasse devido às diferentes posições não resolvidas entre China e EUA, principalmente por causa da disputa comercial dos dois que vem se arrastando desde o começo do ano, assim como a disputa entre ambos pela influência na região.

The Epoche Times
Fonte: The Epoch Times

Tradicionalmente, a organização costuma lançar um comunicado conjunto a respeito do encontro, mas dois parágrafos da declaração foram recusados pela delegação chinesa. Apesar de não ter sido dados detalhes sobre o conteúdo, foi informado que o assunto tratado nestes dois pontos era de natureza comercial.

A cúpula da APEC demonstrou claramente o grande embate que se percebe atualmente nas relações bilaterais entre China e EUA bem como suas consequências para o andamento das políticas aplicadas a nível internacional. Ainda neste encontro, o presidente chinês Xi Jinping defendeu que uma guerra comercial não tornará nenhum dos lados vencedor, enquanto o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, afirmou que novas tarifas estão previstas para serem impostas à China caso o país não mude a postura de sua política comercial.

Atentado no consulado da China em Karachi

Na sexta (23), um atentado terrorista focado no Consulado da China aconteceu em Karachi, a maior cidade do Paquistão. Os três perpetradores do atentado atiraram e jogaram granadas em direção ao consulado, porém não conseguiram entrar no prédio e foram mortos pelas forças de segurança paquistanesas. Além deles, dois policiais e dois civis paquistaneses morreram. Nenhum cidadão chinês foi ferido neste ataque.

The Guardian Nigeria
Fonte: The Guardian Nigeria

Logo após o atentado, o Exército de Libertação Baluchi, proveniente da província do Baluchistão no sudoeste paquistanês e que luta pela sua independência, reivindicou a autoria do ataque. De acordo com comunicado, a ação foi tomada tendo em vista a atuação crescente da China no Baluchistão. Isto se deve por causa do projeto multimilionário conhecido como “Corredor Econômico China-Paquistão” (CPEC) iniciado em 2015 e que prevê a construção de um corredor comercial entre os dois países (passando no lado paquistanês justamente nesta província), fazendo com que desse modo a China tenha acesso ao mar Arábico por meio da costa paquistanesa.

De acordo com um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, o país condenou veementemente qualquer ataque contra missões diplomáticas, elogiou a ação rápida das forças paquistanesas, transmitindo condolências às vítimas e por fim afirmou que tal ato não impediria a continuação do projeto CPEC.

 

Fontes:

https://www.dn.pt/lusa/interior/rebeldes-e-governo-do-iemen-declaram-que-aceitam-comecar-negociacoes-de-paz-10203017.html

https://g1.globo.com/mundo/noticia/2018/11/21/sul-coreano-kim-jong-yang-e-eleito-presidente-da-interpol.ghtml

https://www.efe.com/efe/brasil/sociedade/disputa-entre-china-e-eua-quebra-consenso-no-apec/50000246-3816674

https://www.efe.com/efe/brasil/mundo/china-condena-ataque-a-seu-consulado-em-karachi/50000243-3821991

 

RI na Memória: Movimentos de independência no Oriente Médio

#tbt de RI: 22/11/1943

Independência do Líbano

Seif and Beirut
Fonte: Seif and Beirut

No dia 22/11/1943, o Líbano teve a sua independência oficialmente reconhecida da França, a qual governou o país por 23 anos. O Mandato Francês sob o Líbano começou pouco tempo depois da Primeira Guerra Mundial quando o então Império Otomano, que saiu derrotado do conflito, perdeu seus domínios para as potências europeias.

Contudo, o Mandato Francês teve seu fim devido aos acontecimentos resultantes do período da Segunda Guerra Mundial que tanto enfraqueceram os países europeus, assolados pela guerra, quanto impulsionaram movimentos nacionalistas e independentistas em suas colônias na Ásia e na África.

 

Fonte:

https://www.lebaneseexaminer.com/2014/11/21/history-lebanon-gained-independence/

Aconteceu em RI: 2ª semana de novembro

Aconteceu em RI: 2ª semana de novembro

Trégua entre Israel e Hamas na Faixa de Gaza depois de confrontos

As forças israelenses e do Hamas concordaram na terça (13) a estabelecer um cessar-fogo na região da Faixa de Gaza após a escalada da violência entre ambos nos últimos dias ter resultado em 8 mortos e 70 feridos. Os bombardeios israelenses e o lançamento de mísseis palestinos aumentaram a violência e a tensão na região até os níveis registrados em 2014 quando uma guerra de 50 dias gerou um saldo de 2000 mortos.

Los Angeles Times
Fonte: Los Angeles Times

Desde março percebe-se um crescente aumento na tensão entre ambos desde que protestos foram realizados em Gaza devido às restrições impostas aos palestinos e que na época resultou em mais de 200 palestinos mortos. ONU e Egito vinham intermediando um diálogo entre as partes que acabaram por estabelecer o cessar-fogo essa semana.

Porém, nem todos concordaram com a ação como o então Ministro da Defesa israelense, Avigdor Lieberman, que renunciou ao cargo na quarta (14) por discordar da medida tomada pelo governo de Netanyahu, acreditando ser um erro aceitar o cessar-fogo.

Suprema Corte do Sri Lanka anula decisão presidencial

Em continuidade à recente crise política que se observa no Sri Lanka, a Suprema Corte do país decidiu por anular a decisão do presidente Maithripala Sirisena de dissolver o parlamento assim como ordenou a suspensão dos preparativos que estavam sendo planejados para eleições antecipadas.

The Hindu
Fonte: The Hindu

A atual reviravolta de eventos se dá em meio a um cenário em que Sirisena, além de dissolver o parlamento, também destituiu o então primeiro-ministro Ranil Wickremesinghe e nomeou em seu lugar Mahinda Rajapaksa. É afirmado que este último mantém fortes laços com a China, algo que preocupa também a Índia que vê o Sri Lanka dentro da sua zona de influência.

Tanto Wickremesinghe quanto Rajapaksa defendem o seu direito de exercer a função de primeiro-ministro e contam com seus apoiadores, já sendo inclusive registrado casos de violência entre estes grupos contrários.

União Europeia e Reino Unido chegam a acordo sobre o Brexit

Na terça (13), depois de meses de negociação, representantes da União Europeia e do Reino Unido chegaram a um acordo sobre o texto rascunho a tratar da saída do Reino Unido do bloco – o chamado Brexit.

MPR news
Fonte: MPR News

Dentre os pontos mais debatidos e polêmicos estavam a fronteira entre Irlanda do Norte (pertencente ao Reino Unido) e a Irlanda (ainda membro da UE), assim como a garantia de direitos dos cidadãos europeus que estão no Reino Unido e a quantia a ser paga pelo país à UE pela separação. O rascunho aprovado foi então levado pela primeira-ministra Theresa May para avaliação do Parlamento.

May, que vem sendo constantemente criticada (inclusive por políticos pró-Brexit por adotar uma postura mais branda nas negociações), ainda sofreu outras reviravoltas essa semana visto que o rascunho do texto ainda é desaprovado por diversos representantes da classe política e até mesmo por membros do seu governo que anunciaram a renúncia do cargo por acreditarem que seu conteúdo não representa um Brexit tal qual eles defendem.

Apesar da turbulência frente aos recentes acontecimentos, esta não é a versão final do documento, já que outras questões ainda precisam ser debatidas.

Tribunal Internacional reconhece genocídio do Khmer Vermelho no Camboja

As Câmaras Extraordinárias das Cortes do Camboja, mais conhecido como Tribunal Internacional do Camboja, decidiu nesta semana condenar dois líderes ainda vivos (Khieu Sampan de 87 e Nuon Chea de 92 anos) do Khmer Vermelho (que governou o Camboja de 1975 a 1979) por genocídio e crimes contra a humanidade.

express
Fonte: Express

Durante a época que o regime esteve no poder, cerca de 1,7 milhão de pessoas morreram devido a execuções extra-judiciais, trabalhos forçados, fome e doenças. Entre as vítimas estavam vietnamitas, membros da comunidade mulçumana cham, além de outras minorias e críticos do governo.

O julgamento desta semana foi emblemático pelo fato de que o termo “genocídio” foi finalmente aplicado para o caso, depois de quase 40 anos do fim do regime. Apesar das críticas em torno do tribunal, visto que alguns membros do grupo continuam sem receber nenhuma punição, o feito desta semana também foi celebrado como um avanço na justiça cambojana.

Fontes:

https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2018/11/com-troca-de-foguetes-faixa-de-gaza-tem-maior-escalada-de-violencia-desde-2014.shtml

https://exame.abril.com.br/mundo/mnistro-de-defesa-de-israel-renuncia-apos-de-discordar-da-tregua-em-gaza/

https://www.aljazeera.com/news/2018/11/sri-lanka-supreme-court-overturns-dissolution-parliament-181113125340789.html

https://epocanegocios.globo.com/Mundo/noticia/2018/11/epoca-negocios-reino-unido-entenda-os-proximos-passos-para-o-acordo-do-brexit.html

https://www.bbc.com/news/world-asia-pacific-10684399

https://g1.globo.com/mundo/noticia/2018/11/16/lideres-do-khmer-vermelho-sao-condenados-a-prisao-perpetua-por-genocidio.ghtml

RI na Memória: Uma ilha dividida no Mediterrâneo

#tbt de RI: 15/11/1983
Uma ilha dividida no Mediterrâneo
No dia 15 de novembro de 1983, Chipre se dividiu em dois.  A ilha fica no Mediterrâneo e é composta principalmente pelas  comunidades grega e turca. Depois de se tornarem independentes do domínio britânico, a parte norte (turcos) e sul (gregos) entraram em atrito diversas vezes devido a aspirações nacionalistas de ambos os lados.
images (6)
Fonte: Enciclopédia Global
A escalada de tensão entre os dois fez com que nessa data o lado turco declarasse sua independência do grego formando assim a República Turca de Chipre do Norte. Porém, até hoje ela é reconhecida somente pela Turquia e as negociações de conciliação do Chipre entre os lados sul e norte perduram por mais de 40 anos entre altos e baixos.
Fonte:
https://www.dn.pt/lusa/interior/chipre-uma-ilha-dividida-ha-mais-de-40-anos-com-negociacoes-bloqueadas-9075920.html